MENOS MORTES NAS RODOVIAS DA SERRA | PRF aponta queda de vítimas fatais em acidentes durante 2017

FOTO: Polícia Rodoviária Federal/Divulgação

Da redação | As mortes nas rodovias federais da Serra Gaúcha caíram 48,3% em 2017 na comparação com o ano anterior. Em todo 2016, foram 31 mortes nos trechos das BRs 470, 116 e 285. No ano passado, porém, 16 pessoas perderam a vida nessas estradas.

De acordo com os dados divulgados pela Polícia Rodoviária Federal, o número de acidentes em que pelo menos uma pessoa morreu também caiu. Em 2016, foram 27 casos, contra 13 do ano passado, uma queda de 51,8%.

Os acidentes com feridos tiveram redução de 6,52% no período na contagem de todas as rodovias federais da região, com 501 casos em 2017; no trecho da 5ª delegacia da PRF de Caxias do Sul, no entanto, houve aumento de quatro casos na comparação dos dois anos. Já o número total de acidentes em todo o trecho federal caiu 23,14% no período.

Com relação à fiscalização, os policiais autuaram 18.847 motoristas por excesso de velocidade em 2017. Além disso, 717 estavam embriagados ou se recusaram a realizar o teste do bafômetro, enquanto 2.152 condutores foram flagrados ultrapassando em local proibido. Ao todo, no ano passado, foram fiscalizados 59.390 veículos e 60.698 pessoas.

Agência GBC

Em Agência GBC, você encontra notícias de Canoas, da região e do RS, prestação de serviço, áudios, vídeos e muito mais.

Um comentário em “MENOS MORTES NAS RODOVIAS DA SERRA | PRF aponta queda de vítimas fatais em acidentes durante 2017

  • 18/01/2019 em 14:14
    Permalink

    Definitely imagine that that you stated. Your favourite reason appeared to be at the net the simplest thing to bear in mind of. I say to you, I definitely get annoyed while other folks consider worries that they just do not realize about. You controlled to hit the nail upon the top and defined out the whole thing with no need side-effects , people can take a signal. Will likely be again to get more. Thank you|

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *