FOTO: Luciana Abdur/Prefeitura de Esteio

FOTO: Luciana Abdur/Prefeitura de Esteio

Da redação* | Na última sexta-feira (4), 13 pássaros silvestres que eram mantidos em cativeiro em Esteio foram apreendidas em uma ação conjunta envolvendo a Fiscalização Ambiental da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SMMA), a Patrulha Integrada de Proteção Ambiental (Pipa), Polícia Civil e Brigada Militar. A equipe foi até os bairros São José, Santo Inácio e Centro após denúncias anônimas de que nas residências havia criação e comércio ilegal de aves silvestres.

Os animais, encontrados presos em gaiolas e sem autorização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama), foram levados para a SMMA, onde serão avaliados e verificado se será possível soltura imediata em um local natural adequado ou se terão que ser transferidos para o Ibama de Porto Alegre. Entre as espécies apreendidas, três são ameaçadas de extinção: trinca-ferro, azulão e coleiro.

A titular da SMMA, Sabrina Reis, destacou a importância da ação. “A importância de fazer esta fiscalização é garantir que os animais possam viver no ambiente natural deles, pois o tráfico prejudica todo o ciclo de vida dos animais. Nosso maior objetivo é garantir que as aves possam viver e se reproduzir, para não entrar em lista de espécies em extinção”, disse.

O coordenador de Políticas Ambientais da SMMA, Samuel Vargas, lembra que a criação irregular de animais silvestres é crime, previsto nas leis federais 9.605 (Art. 29) e 6.514 (Art. 24).

*Com informações da Prefeitura de Esteio