Ricardo André Frantz

FOTO: Ricardo André Frantz/Divulgação

Da redação | Os mais de 8,3 milhões de eleitores do Rio Grande do Sul escolherão o novo governador (a) nas próximas eleições. Desde meados de julho os partidos realizam suas convenções estaduais para a definição dos nomes. Ao final do prazo para convenções, temos oito postulantes ao cargo para comandar o Estado pelos próximos quatro anos.

José Ivo Sartori (MDB)

O MDB (Movimento Democrático Brasileiro) oficializou, neste domingo (5), a candidatura de José Ivo Sartori à reeleição como governador do Rio Grande do Sul. Os emedebistas aprovaram com 95% dos votos a composição com José Paulo Cairoli (PSD), como vice de Sartori, e José Fogaça (MDB) e Beto Albuquerque (PSB), como candidatos ao Senado.

Completam a coligação O Rio Grande no Rumo Certo PR, PSC, PATRI, PRP, PMN e PTC. A convenção estadual do MDB reuniu cerca de três mil pessoas e ocorreu no Teatro Dante Barone, na Assembleia Legislativa, em Porto Alegre.

Sartori garantiu que é possível criar uma solução viável e concreta para tirar o Estado da crise: “Vamos fazer mais mudanças, estimular o crescimento e fazer a travessia para um Estado sustentável”.

sartori luiz chaves
FOTO: Luiz Chaves

Miguel Rossetto (PT)

O PT (Partido dos Trabalhadores) oficializou o nome de Miguel Rossetto como candidato ao governo do Rio Grande do Sul nas eleições de 2018. Ana Affonso será a candidata a vice-governadora. A convenção do partido foi realizada neste domingo (5), no Clube do Comércio, em Porto Alegre.

Rossetto defendeu investimentos na melhoria dos serviços para a população e a recuperação do serviço público. Pregou o pagamento em dia do salário do funcionalismo, principalmente de “professoras, professores e policiais”.

Miguel Rossetto foi ministro do Desenvolvimento Agrário e da Secretaria Geral da Presidência nos governos do PT. Também foi vice-governador do estado durante o mandato de Olívio Dutra.

O partido ainda confirmou as candidaturas de Paulo Paim, senador há dois mandatos pelo PT, e de Cleonice Back, de 35 anos. Foi homologada a nominata de 20 candidatos a deputado federal e de 40 candidatos a deputado estadual do partido.

miguel rosseto ubirajara machado
FOTO: Ubirajara Machado

Eduardo Leite (PSDB)

O PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira) decidiu, em convenção realizada neste domingo (5), no Centro de Eventos da Casa do Gaúcho, em Porto Alegre, lançar o nome de Eduardo Leite ao governo do Rio Grande do Sul nas eleições de 2018. O delegado Ranolfo Vieira Júnior, da coligação com o PTB, será o vice.

Eduardo Leite, natural de Pelotas, foi vereador, presidente da Câmara, secretário municipal e prefeito do município (2013/2016) pelo PSDB. Em novembro de 2017, assumiu a presidência estadual do PSDB gaúcho.

eduardo leite

Abigail Pereira (PCdoB)

Abigail Pereira é a candidata ao governo do Estado pelo PCdoB (Partido Comunista do Brasil). A convenção da sigla foi realizada no dia 4, no Novotel, em Porto Alegre. O vice é Tiago Souza da Silva, que atualmente é vereador na cidade de Campo Bom.

Abigail é natural de Caxias do Sul, é formada em pedagogia pela Universidade de Caxias do Sul, e já foi secretária estadual de Turismo na gestão de Tarso Genro, do PT.

abgail pereira

Júlio Flores (PSTU)

O PSTU oficializou a candidatura do professor Júlio Flores para o governo estadual, em convenção realizada no dia 4 de agosto em Porto Alegre. A candidata a vice será a professora Ana Clélia Schneider.

Formado em Ciências e Matemática pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), Júlio Flores leciona na rede pública de ensino. Foi diretor do Sindicato dos Bancários de Porto Alegre. Em 1994, filiou-se ao PSTU. Já disputou 11 eleições, para vereador, prefeito, governador e senador.

júlio flores

Jairo Jorge (PDT)

O PDT confirmou a candidatura de Jairo Jorge ao governo do Rio Grande do Sul, em convenção no dia 26 de julho, em Porto Alegre. Jairo concorrerá pela primeira vez. Seu vice é o empresário Cláudio Bier, do PV.

Jairo Jorge tem 55 anos, é jornalista e já foi prefeito de Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre, pelo PT, por dois mandatos. Foi pró-reitor da Ulbra (Universidade Luterana do Brasil (Ulbra) e ministro da Educação interino em 2004.

jairo jprge
FOTO: Divulgação

Roberto Robaina (PSOL)

Roberto Robaina foi oficializado na disputa pelo governo do estado pelo PSOL na convenção da sigla no dia 22 de julho, em Porto Alegre. Durante o evento, foi definida também a coligação com o PCB, que terá um dos candidatos ao Senado pela coligação.

Robaina é vereador em Porto Alegre. Aos 50 anos, é formado em história, tem doutorado em filosofia e concorre pela terceira vez ao governo estadual. A candidata a vice-governadora é a professora de história Camila Goulart.

robaina Marino Mondek
FOTO: Marino Mondek

Mateus Bandeira (Novo)

Mateus Bandeira concorrerá ao governo estadual pelo partido Novo. O nome foi definido em convenção realizada no dia 20 de julho, em Porto Alegre. Ele tem  49 anos e é a primeira vez que ele se candidata ao governo do estado. Ex-presidente do Banrisul, também foi secretário de Planejamento e Gestão durante o governo de Yeda Crusius (PSDB). Bruno Miragem, advogado, é o vice.

bandeira
FOTO: Arquivo Pessoal/Reprodução