NÃO ERA O ALVO | Jovem foi morto por engano dentro do hospital

Foto: Arquivo Pessoal/Reprodução

Da redação | Gabriel Minossi de 19 anos foi morto por engano na madrugada desta sexta-feira (9) dentro do Hospital Centenário de São Leopoldo, no Vale do Sinos. De acordo com a Polícia Civil, o alvo dos quatro homens que entraram no local seria um paciente de 28 anos que tinha sido baleado na última quarta-feira (7) em uma oficina do bairro Santos Dumont.

Gabriel estava internado depois de ter sofrido um acidente de trânsito. De acordo com o pai da vítima, Marcelo Minossi, ele deveria ter recebido alta na última quarta-feira (8), mas por causa de uma oscilação de pressão, seguiu internado. “Ele era um guri trabalhador, se acidentou na BR-116 quando tava voltando do trabalho na semana passada”, comentou.

Outras duas pessoas ficaram feridos.

O crime

Atiradores invadiram o Hospital Centenário de São Leopoldo, no Vale do Sinos, na madrugada desta sexta-feira (9). Um paciente foi morto a tiros.

Conforme a assessoria de imprensa do hospital, Gabriel estava na ala cirúrgica quando foi atacado a tiros. Os bandidos invadiram o local pela portaria da emergência e foram rendendo funcionários. As câmeras de segurança do local flagraram toda a ação dos criminosos.

A Delegacia de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) de São Leopoldo já está investigando o caso. Até o momento, os agentes apuraram que os atiradores queriam matar outra pessoa que estava internada no Centenário. O alvo era um homem que tem duas passagens em sua ficha criminal por homicídio e saiu do sistema prisional há 10 dias. A Polícia Civil confirma que os atiradores usaram fuzis e pistolas.

Os bandidos teriam fugido em um Ford Focus prata, que estava estacionado na entrada da emergência. Eles não foram encontrados nas buscas da Brigada Militar (BM).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *