reprodução

Foto: Reprodução

Da redação | A Polícia Civil investiga o caso envolvendo um jovem de 19 anos que foi morto por engano dentro do Hospital Centenário, em São Leopoldo, na madrugada de sexta-feira (9). O alvo dos criminosos era um homem de 28 anos, que sofreu na quarta (7) uma tentativa de homicídio e estava internado na mesma casa de saúde. Ele teve alta na tarde de sexta por recusar tratamento.

Conforme o delegado Alexandre Quintão, alguns suspeitos do crime já foram identificados pela Polícia Civil, através de imagens de câmeras de segurança do hospital, que flagraram a ação criminosa. Segundo ele, os bandidos renderam o vigilante e os funcionários da casa de saúde, antes da execução.

Os atiradores não chegaram a entrar no quarto. Eles ficaram na porta e efetuaram os disparos distante da vítima, atingida por cerca de 20 tiros. Outras duas pessoas, um paciente e uma acompanhante, que estavam no quarto, foram baleadas na perna, mas passam bem.

Gabriel Villas-Boas Minossi, 19, havia sofrido um acidente de moto na BR-116, na semana passada. Internado há uma semana, ele deveria ter tido alta na quinta (8), mas não conseguiu em virtude da pressão, que estava alterada. Ficaria mais um dia internado, porém foi morto por engano dentro do quarto hospitalar.

O alvo era Alex Júnior Abreu Tubiana, 28 anos, que tem duas passagens por homicídio e saiu do sistema prisional há 10 dias. Na última quarta-feira, ele sofreu uma tentativa de homicídio em uma oficina do bairro Santos Dumont, em São Leopoldo. Tubiana foi internado no Centenário e, desde então, começou a sofrer ameaças. O paciente chegou a ser transferido de quarto.

FLAGRANTE | Câmeras de segurança mostram criminosos invadindo hospital para matar homem