SAPUCAIA DO SUL | Por falta de repasse, Hospital Getúlio Vargas interrompe procedimentos eletivos

Foto: Prefeitura de Sapucaia do Sul/ Divulgação

Da redação | Depois que os três hospitais de Canoas anunciaram que só devem atender urgência e emergência, a partir desta segunda-feira (19), o Hospital Getúlio Vargas, em Sapucaia do Sul, caminha praticamente para a mesma situação. A instituição deve oficializar nesta terça-feira (20), em coletiva de imprensa, a suspensão de alguns serviços em função da falta de repasse de recursos por parte do Governo do Estado.

Entre os atendimentos afetados, a casa de saúde deverá interromper já a partir dessa terça-feira cirurgias eletivas em diversas especialidades e exames de imagem eletivos. De acordo com a Fundação Hospitalar Getúlio Vargas, a “falta de repasses também está refletindo no fornecimento gratuito de materiais e medicamentos, entre outros serviços, da rede básica de saúde do Município”.

Em Canoas, os hospitais Universitário, Nossa Senhora das Graças e o de Pronto Socorro deixaram de oferecer mais de 100 tipos de procedimentos, entre consultas, exames e serviços de ambulatório. Emergência e urgência seguem com atendimento normal.

O motivo, de acordo com a Prefeitura, também é a falta de repasses do governo do Estado. O montante devido chega a R$ 37 milhões.  Por mês, os três hospitais realizam mais de 10 mil atendimentos. Os serviços agendados já foram cancelados.

O que diz o Palácio Piratini
Por meio de nota, a assessoria de imprensa do governo do Rio Grande do Sul informou que a data de pagamento dos repasses deverá ser divulgada nos próximos dias. O valor a ser pago chega a R$ 130 milhões para todo o estado.

Agência GBC

Em Agência GBC, você encontra notícias de Canoas, da região e do RS, prestação de serviço, áudios, vídeos e muito mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *