CANOAS | Duplo homicídio no Estância Velha foi motivado pelo tráfico de drogas

Foto: JL Balestrin/GBC

Da redação | A motivação do duplo homicídio na madrugada da última segunda-feira (25) foi um acerto de contas ligado ao tráfico de drogas. A informação foi confirmada pela Polícia Civil. Três acusados do crime foram presos horas depois e o quarto envolvido morreu em confronto com a Brigada Militar.

Os dois mortos, Alexandre Souza de 24 anos e Guilherme Souza Muller de 28, estavam em casa quando os quatro criminosos invadiram o local e aos gritos questionaram onde estavam as armas. A mãe afirmou que a dupla era usuária de drogas. Por isso, existe a suspeita de que as duas vítimas tenham roubado armas de traficantes da região.

A quadrilha estava armada com espingardas, fuzis e pistolas. Um dos mortos foi surpreendido enquanto cozinhava e o outro estava deitado e foi alvejado na cabeça. Os dois morreram na hora. Na casa, além da dupla, estavam a irmã, três sobrinhos e a mãe.

Horas depois

A Brigada Militar recebeu uma denúncia no final da manhã de que um carro estava sendo desmanchado em uma residência, na Rua Bom Jesus, no bairro Estância Velha. O veículo teria sido utilizado pelos quatro criminosos.

Segundo a BM, os policiais encontraram um HB 20 no local. Quando entraram na residência, prenderam um homem que relatou o endereço de outro integrante da quadrilha. No caminho, trafegando pela Rua Esperança, os PMs encontraram o acusado apontado. Durante a abordagem, o segundo homem relatou que as armas e os outros dois integrantes do bando estavam em uma residência na Avenida A.J Renner.

Local onde houve confronto com a Brigada Militar (Foto: Jaime Zanatta/ GBC)

Quando os policiais chegaram no local, foram recebidos a tiros. A guarnição revidou e disparou contra a dupla. Ambos foram atingidos, Lucas Veiga morreu no local e o outro foi encaminhado para o Hospital de Pronto Socorro de Canoas (HPSC).

Prisão

Uma ação conjunta entre a Brigada Militar e a Polícia Civil prendeu os três envolvidos. Eles foram identificados como Bruno Eduardo da Silva Alves, 18 anos, Maurício Pacheco Veiga.V, 19, e Felipe Rodrigues Perpétuo, 32.

O trio foi preso horas depois do crime (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Agência GBC

Em Agência GBC, você encontra notícias de Canoas, da região e do RS, prestação de serviço, áudios, vídeos e muito mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *