CANOAS | Mulher vai presa com armas e dinheiro no Mathias Velho

Foto: Polícia Civil/Divulgação

Da redação | Uma mulher foi presa no bairro Mathias Velho, em Canoas, na Região Metropolitana. A ação foi realizada pela 1ª Delegacia de Polícia durante prosseguimento a Operação Feudo. Armas e dinheiro foram apreendidos.

Operação Feudo

A Polícia Civil deflagrou a Operação Feudo. O objetivo era impedir a formação de um novo grupo criminoso na Região Metropolitana. O grupo criminoso, que tinha sede no bairro Mathias Velho, é dissidente de outro já atuante no estado.

A investigação que durou cerca de dois meses e foi coordenada pelo delegado Rafael Pereira, titular da 1ª Delegacia de Polícia, apurou que o pilar desta nova facção, estabeleceu sua base ao dominar o território em Canoas e região. Eles estavam controlando parte da distribuição e da venda de drogas. No local, onde as ordens judiciais foram cumpridas, os policiais apreenderam anotações que contabilizam a venda de entorpecentes que apontavam a comercialização de mais de R$ 500 mil em drogas, câmeras de segurança, celulares e notebook.

Sistema da Idade Média

Feudo era o nome de uma grande propriedade territorial que tinha sua organização econômica, política, social e cultural baseada no feudalismo que era um sistema praticado durante a Idade Média.

Também chamado de feudo medieval, este espaço era utilizado para produção e fonte de renda autossustentável. A propriedade territorial era concedida aos indivíduos por um poderoso senhor em troca de fidelidade e ajuda militar. Segundo a polícia, os integrantes da nova facção agiam de forma semelhante aos senhores feudais. Eles cobravam pedágios para que os traficantes de pequeno porte praticassem atividades criminosas, seja elas, qual fossem.

As ordens judiciais foram cumpridas em Canoas e São Leopoldo (Foto: Fabiano Costa/Polícia Civil)

Conforme o delegado Thiago Carrijo, que coordenou a execução da operação, “tal afirmativa tem como base as investigações realizadas por policiais civis, que obtiveram informações de que as lideranças conseguiram negociar a compra de drogas e armamento através das conexões oriundas do Mato Grosso do Sul e do Paraná.

Além disso, os integrantes, dissidentes do outro grupo criminoso, atuavam de forma agressiva, propagando o terror com a utilização de armas, aproveitando-se da força e das ameaças provenientes desta nova aliança.

Leia mais:

Facção alvo da Polícia Civil cobrava de traficantes a liberação para vender drogas no Mathias Velho

O diretor da 2ª DPRM – Regional de Canoas, delegado Mario Souza, reiterou que “o enfrentamento ao crime organizado é um dos nortes da gestão operacional da região. Nossa operação visava antecipar a atuação e desarticular essa facção que pretendia se formar na Região Metropolitana.”

Além disso, o delegado ainda ressaltou que “essa operação é também consequência da ocorrência de homicídios em Canoas, visto que a diretriz operacional na região é onde ocorrer crime de homicídio deverá ocorrer maior atenção e energia nas ações da Polícia Civil, já que o combate ao homicídio e prioridade por aqui”. O titular da 2ª DPRM concluiu enfatizando que “esses crimes violentos foram esclarecidos e que as investigações continuam.”

Agência GBC

Em Agência GBC, você encontra notícias de Canoas, da região e do RS, prestação de serviço, áudios, vídeos e muito mais.

Um comentário em “CANOAS | Mulher vai presa com armas e dinheiro no Mathias Velho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *