ATENÇÃO: Desde às 5h e até às 10h20 exibimos uma identidade incorreta dos policiais na imagem. A foto que ilustra a reportagem já foi corrigida.

Foto: Brigada Militar/Divulgação

Da redação | Dois policiais militares e um criminoso morreram, na noite desta quarta-feira (27), em um tiroteio na Zona Leste de Porto Alegre. O caso ocorreu no beco conhecido como Bruxinha, na rua Paulino Azurenha, no bairro Partenon, durante uma abordagem de rotina da Brigada Militar (BM). A área é considerada ponto de tráfico de drogas.

Quatro policiais chegaram ao local e foram recebidos a tiros. Diante da agressão, eles revidaram. Rodrigo da Silva Seixas de 32 anos, e Marcelo de Fraga Feijó de 30. Eles foram encaminhados ao Hospital de Pronto Socorro (HPS), mas não resistiram aos ferimentos. Eles estavam lotados no 19º Batalhão de Polícia Militar (19º BPM).

Os soldados foram atingidos no pescoço e na cabeça. Acredita-se que os disparos tenham partido de cima, de algum telhado.

Durante a ação, um bandido morreu e outro foi preso. A BM faz buscas na região.

Em nota, a Brigada Militar destacou a perda, em confronto, os dois soldados.

Quando tomba um de nós, perde-se muito mais que um brigadiano. Perde-se um filho. Perde-se um pai. Perde-se um esposo. Perde-se um pedaço de nossas almas e corações. Há pouco, a Brigada Militar perdeu, em confronto, os soldados Rodrigo da Silva Seixas e Marcelo de Fraga Feijó, do 19º Batalhão de Polícia Militar, em Porto Alegre. Não há lamentos que possam preencher o vazio no peito de cada irmão de farda.”

O governador Eduardo Leite também lamentou o ocorrido.

Com grande tristeza recebi a notícia da morte de dois brigadianos em confronto com criminosos em Porto Alegre. Foram ao extremo na missão de proteger a sociedade com o emprego da própria vida. Meu abraço e solidariedade a suas famílias, seus amigos e a toda a família brigadiana.”