Foto: Reprodução

Da redação | Cristiano Bessa Arisi, 40 anos, apontado como autor da tentativa de feminicídio contra Vitoria Suelen Coimbra da Silva, 20, foi preso nesta terça-feira (13) após se entregar na 2ª Delegacia de Polícia (2ª DP) de São Leopoldo. Arisi, que estava com prisão preventiva decretada pela Justiça, confessou o crime ao delegado Rodrigo Lorenzini Zucco. Ele ainda disse que estava arrependido do que fez.

A vítima havia prestado depoimento na segunda-feira (12) à polícia. Ela sobreviveu ao disparo efetuado pelo agressor, na última quarta-feira (07), enquanto trabalhava como caixa em um bazar na rua Osvaldo Aranha, no Centro de São Leopoldo. Na ocasião, Vitoria foi atingida no rosto e foi removida ao Hospital Centenário, onde passou por cirurgia e teve alta dias depois.

Contra Arisi, a jovem tinha uma medida protetiva. Ele teria chegado ao local utilizando transporte por aplicativo, e pediu para que a jovem lhe entregasse o celular. Após ouvir que a ex-companheira acionaria a polícia, ele a baleou e fugiu da loja a pé. Próximo ao local, ainda teria rendido um motorista e o obrigou a dirigir até outro bairro.