Foto: Daniela Rocha Lima

Da redação | A utilização de mão de obra prisional foi tema de reunião do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGI-M), na noite desta quinta-feira (03), em Sapucaia do Sul. O foco é a nova penitenciária, em obras atualmente no município. O encontro ocorreu na sede da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e foi uma oportunidade para que os empresários conhecessem o assunto e tirassem as dúvidas sobre o processo de contratação dessa força de trabalho.

Quer mandar sugestões de pauta e flagrantes da sua cidade? Então, anote nosso WhatsApp: (51) 9 8917 7284

De acordo com um termo de cooperação, apresentado na reunião, serão contemplados apenados dos regimes semiaberto e aberto, em monitoramento eletrônico, que terão jornada mínima de seis horas diárias, respeitando o limite de carga horária de até 33 horas semanais, de segunda a sábado. Entre as perspectivas das medidas, está o processo de ressocialização adequado através de parcerias para geração de renda e diminuição da criminalidade.

A penitenciária contará com 600 vagas, sendo 544 em celas coletivas, oito para pessoas com deficiência, quatro de inclusão, 12 disciplinares e 32 de alojamento. Ao todo, são 8.847 metros quadrados de área construída.