Foto: Brigada Militar/ Divulgação

A Brigada Militar prendeu na tarde deste sábado (25) Fernando Lima da Rosa, 25 anos, envolvido na morte de Gabriel Vilas Boas Minossi, 19, no Hospital Centenário, em São Leopoldo. Ele foi assassinado por engano, pois o alvo dos criminosos seria Alex Junior Abreu Tubiana, 28, internado na mesma casa de saúde.

O homem preso é irmão de Samuel Lima da Rosa, que foi morto por Alex um dia antes do crime ocorrido no hospital. Fernando foi abordado pelos PMs enquanto conduzia um Celta na Vila Brás. Ao revistarem o carro, os policiais encontraram um revólver calibre 38 com numeração raspada e uma pistola 9 milímetros com três carregadores.

Confronto com morte na oficina

Na época, segundo a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de São Leopoldo, três criminosos chegaram em uma oficina mecânica, onde o alvo, Alex, estava nos fundos do estabelecimento. Depois que os atiradores efetuaram disparos em sua direção, Alex reagiu e disparou mais de 20 vezes, sendo que 10 tiros acertaram Samuel, que morreu no local.

No confronto, Alex foi baleado no tórax e foi encaminhado ao Hospital Centenário. Nos dias seguintes, ele passou a receber ameaças. O hospital chegou a enviar um ofício à Brigada Militar, pedindo por mais segurança. O paciente precisou ser transferido de quarto após as ameaças.

Homicídio por engano no hospital

Atiradores invadiram o Hospital Centenário e mataram Gabriel a tiros. Ele estava internado depois de ter sofrido um acidente de trânsito. De acordo com o pai da vítima, o jovem deveria ter recebido alta dois dias antes do crime, mas por causa de uma oscilação de pressão, seguiu internado.

Conforme a assessoria de imprensa do hospital, Gabriel estava na ala cirúrgica quando foi atacado a tiros. Os bandidos invadiram o local pela portaria da emergência e foram rendendo funcionários. As câmeras de segurança do local flagraram toda a ação dos criminosos.

Após o homicídio, a Polícia Civil divulgou que o alvo do grupo que entrou no Hospital Centenário era, na verdade, Alex, que sofreu uma tentativa de homicídio na oficina, no bairro Santos Dumont.