Foto: Polícia Civil/Divulgação

Um dos líderes do tráfico de drogas em Sapucaia do Sul foi preso na manhã desta sexta-feira (14). Ele era o principal alvo da Operação Explosão, realizada em conjunto pela Polícia Civil e Brigada Militar. O criminoso estava escondido em um sítio no município de General Câmara, na Região Carbonífera.

Quer mandar sugestões de pauta e flagrantes da sua cidade? Então, anote nosso WhatsApp: (51) 9 8917 7284

Conforme a delegada Luciane Bertoletti, titular da 2ª Delegacia de Polícia de Sapucaia, o bandido é um dos principais nomes da criminalidade na cidade. Hoje, ele foi preso em flagrante por porte ilegal de arma de fogo. “Ele é suspeito de participar de, pelo menos, três homicídios”, conta a delegada.

Por causa da Lei de Abuso de Autoridade, o nome do criminoso não foi divulgado pela polícia.

Operação Explosão

A investigação, coordenada pela delegada Luciane Bertoletti, apurou 10 casos de homicídios registrados entre dezembro de 2019 e janeiro de 2020. Os envolvidos nos crimes foram identificados e alvos das 19 ordens judiciais cumpridas por cerca de 150 policiais. Foram 11 mandados de busca e apreensão e oito de prisão.

Os mandados foram cumpridos em Sapucaia do Sul e em General Câmara. Além disso, a delegada apurou que todos os óbitos investigados tem relação com o tráfico de drogas.

Durante o cumprimento de ordens judiciais, um corpo foi encontrado enterrado em uma residência em construção no bairro Pasqualini, em Sapucaia do Sul. A investigação vai apurar quem era a vítima.

Até o momento, cinco pessoas foram presas e três seguem foragidas.

Combate aos homicídios

Conforme o Tenente Coronel Vladmir Luis Silva da Rosa, que comanda o 33° BPM, a Brigada Militar segue atuando de forma preventiva para evitar novas mortes. “Onde houver homicídios a Brigada Militar vai atuar com força até encontrar os seus autores desarticulando pontos de tráfico de drogas apontados pelo serviço de inteligência”, ressalta.

Já o diretor da 2ª Delegacia Regional de Polícia Metropolitana (2ª DPRM), delegado Mário Souza, ressaltou que os meses de agosto e dezembro foram fora da curva na cidade, já que o município vinha tendo uma média mensal de dois a três homicídios. “Esta operação visa frear as mortes na cidade. E também tem o objetivo de avisar que onde houver homicídio em Sapucaia haverá aumento da atividade policial e busca incessante pela responsabilização dos criminosos”, finaliza.