Foto: Divulgação/ Simers

Foto: Divulgação/ Simers

Da redação | O Hospital de Pronto Socorro de Canoas (HPSC) vai restringir atendimentos de novos pacientes e receber apenas pacientes de urgência e emergência. Já o Hospital Universitário (HU) cancelará procedimentos eletivos. As medidas foram anunciadas pelo Gamp, que administra as casas hospitalares, além das UPAs Caçapava e Rio Branco, em função da falta de repasse de verba.

Conforme comunicado, o objeto é otimizar os valores disponíveis e priorizar os salários de colaboradores que têm vencimentos de até R$ 3 mil. A gestora explica que recebeu apenas 31% do montante previsto.

Atualmente, o governo do Estado possui dívida de R$ 37 milhões com o município de Canoas na área da saúde.