Foto: Divulgação/ Prefeitura de Sapucaia do Sul

Foto: Divulgação/ Prefeitura de Sapucaia do Sul

Da redação | A rede básica de saúde de Sapucaia do Sul também será afetada pela escassez de recursos. Os atrasos dos repasses estaduais chegam a R$ 1,5 milhão desde dezembro do ano passado.

Conforme anunciou a prefeitura nesta terça-feira (20), com a falta das verbas, a Secretaria Municipal da Saúde deixará de fornecer curativos, fraldas, fitas de HGT, entre outros itens. A pasta também estuda a possibilidade de encerrar o atendimento noturno em alguns postos de saúde, direcionando os pacientes para outras unidades.

Além disso, na alta complexidade, o Hospital Getúlio Vargas, que lida com R$ 7,8 milhões atrasados do Estado, suspendeu nessa terça-feira procedimentos eletivos, que envolvem cirurgias e exames de imagem.