câmara de são leopoldo divulgação

Foto: Arquivo/ Câmara Municipal de São Leopoldo

Da redação | Um levantamento feito pela Secretaria de Mobilidade e Serviços Urbanos (Semurb), da prefeitura de São Leopoldo, detectou 178 focos de descarte de lixo irregular no município. Os focos são responsáveis por alagamentos e pela obstrução das tubulações, além de contribuírem para a proliferação de insetos que podem causar doenças.

A Prefeitura, que vem intensificando o combate à eliminação dos focos de lixo, já eliminou sete destes pontos e vem realizando a limpeza constante de outros locais para se adequar a lei nacional.

O diretor de limpeza pública Gilmar Zwetsch ressalta a importância da consciência de responsabilidade compartilhada. “O poder público municipal está fazendo sua parte, incentivando o descarte consciente de resíduos sólidos de maneira organizada e sem impactos ao meio ambiente, reduzindo os focos de descarte clandestinos”, explica.

O secretário de Mobilidade e Serviços Urbanos, Sandro Della Mea Lima, destacou a importância da parceria com a comunidade. “Já limpamos no decorrer desses dois anos boa parte desses pontos, mas a população volta a depositar lixo, é um trabalho sempre constante”, finalizou.

Entrepostos

Os entrepostos são uma solução encontrada pelo município para a destinação correta do lixo. No local os resíduos são armazenados em baias e recebem um destino adequado e consciente para o lixo da cidade, como é o caso do ponto no bairro Scharlau que está em funcionamento desde junho de 2017, e outros três previstos para os próximos meses, que serão instalados em outras regiões do município.

Na recepção do entreposto haverá um funcionário que realiza o controle de acesso, orientando o cidadão no descarte de seu resíduo e realizando os processos de triagem e organização de forma gratuita. A quantidade máxima permitida de resíduos que podem ser descartado por pessoa é de um metro cúbico, o que corresponde a mil litros.

As áreas são cercadas, e possuem um controle de acesso além de postes de iluminação pública, para garantir a segurança pública no período da noite. Os resíduos recicláveis são destinados a cooperativas de catadores contratados , gerando renda de trabalho as cooperativas.

*Com informações da Prefeitura de São Leopoldo