Derli_Colomo_Júnior

Foto: Derli Colomo Júnior/ Divulgação

Da redação | A população que utiliza o transporte coletivo no município de Canoas passa a contar com 50 novos pontos de abrigo. Serão instalados, em diferentes locais da cidade, 43 módulos para linhas urbanas e dois módulos nas linhas interurbanas. Além disso, a Secretaria Municipal de Transportes e Mobilidade (SMTM) também inseriu cinco abrigos em pontos de táxis, sendo dois na República, um na Santos Ferreira, um em frente ao Hospital de Pronto Socorro e outro em frente ao Fórum.

A instalação está sendo feita por fases, sendo necessário realizar a concretagem das fundações, a pavimentação de pisos, a fixação dos painéis laterais, a fixação das coberturas e, por fim, a colocação dos bancos. A previsão de conclusão de todos os módulos é até o fim deste mês e o total do valor investido é de R$ 223.153,81.

Em frente ao ponto de táxi do HPS, os motoristas Alexandro Santana e Nunes Filho aguardavam os passageiros no novo abrigo. Mesmo em fase de instalação, faltando o banco e a proteção na lateral, a cobertura já é comemorada pelos taxistas. “No verão não tem uma sombra aqui, imagina estar no ponto aguardando passageiro com esse solaço na cabeça? Agora vai dar um baita alívio para nós”, comemora Nunes.

O diretor de Transporte da SMTM, Alvarez Góes, explica que, para auxiliar a população, os módulos possuem cores diferentes. “Os tradicionais laranjas, seguem da mesma cor, locais onde circulam passageiros das linhas municipais. Já os azuis são para as linhas intermunicipais. Na Armando Fajardo, por exemplo, o abrigo já estava bem deteriorado, a substituição era mais que necessária. Por fim, nos pontos de táxis, os módulos são na cor verde”, relata Alvarez.

Depredações

A conservação dos abrigos de ônibus em Canoas também é uma questão de conscientização da população. A Ativa Multicanal, empresa que possui contrato com a Prefeitura para a restauração dos abrigos em troca de exploração publicitária, recupera, em média, 75 módulos por mês. A parceria não envolve gasto para a cidade, pois os valores são desembolsados por anunciantes.

“Os abrigos nos pontos de ônibus são mobiliários urbanos de grande importância para a população, para dar mais conforto para quem depende do transporte coletivo na cidade. O grande problema é que muitas pessoas não possuem essa consciência de cuidar do patrimônio público e acabam sujando, pichando, quando não causam uma depredação ainda maior”, ressalta o secretário de Transportes e Mobilidade, Ademir Zanetti.

*Com informações da Secom Canoas