Foto: Polícia Civil/Divulgação

Da redação | A Polícia Civil deflagrou na manhã desta terça-feira (18) a Operação Capote. O objetivo é desarticular uma organização criminosa ligada ao tráfico de drogas.

Os policiais estão cumprindo 30 ordens judiciais em Cachoeira do Sul, Campo Bom, Charqueadas, Esteio, Estância Velha, Gravataí, Jaguarão, Novo Hamburgo, Sapucaia do Sul, São Leopoldo, Taquara e Três Passos. A investigação apurou que a quadrilha, além de atuar no Rio Grande do Sul, também comercializava drogas no Paraná e na fronteira com o Uruguai.

Conforme a Polícia Civil, a atividade do grupo criminoso chega a movimentar R$ 1 milhão por mês e envolve ainda a troca de entorpecentes por carros. As drogas ainda seriam distribuídas em todo o território gaúcho.

O grupo, de lideranças oriundas do Paraná, escolheu a região Metropolitana e o Vale dos Sinos como base para sua organização no tráfico de drogas do Estado. Um dos investigados, suspeitos de liderar a quadrilha, está preso em uma penitenciária estadual do Paraná. As investigações apontam que os líderes da quadrilha, de dentro do presídio, mantinham contato e davam ordens ao grupo já instalado do Rio Grande do Sul.