Foto: Vinicius Thormann/Prefeitura de Canoas

Da redação | Uma ação rápida e inteligente da Guarda Municipal de Canoas permitiu a identificação de um estelionatário que estava atuando no município. Nas últimas semanas, a corporação recebeu denúncias de comerciantes da cidade a respeito de um homem, de 54 anos, que estaria se passando por um integrante da Guarda. O objetivo dele era receber dinheiro das vítimas em troca de um suposto reforço na segurança da região.

Por um valor de R$ 160 reais, que poderia ser pago em duas vezes, o estelionatário oferecia ao comerciante os seus serviços, utilizando o nome de um antigo comandante da Guarda. Em outros casos, apresentava crachá de imprensa do site “Info Guardas”, portal ativo na internet, mas sem autorização para vínculos com o nome da instituição canoense. Com isso, a Guarda orientou os comerciantes que já haviam pago as primeiras parcelas para que esperassem um novo contato do estelionatário e que procurassem a Guarda quando ele fosse buscar a segunda parcela do golpe.

De posse dos recibos repassados pelas vítimas, o supervisor da Guarda, Jonatan Martins, verificou que o CNPJ da suposta empresa estava inativo. Foi quando recebeu uma ligação e, pelo identificador de chamadas, percebeu que o número era o mesmo do recibo que acabava de ter em mãos. “Como nós já estávamos orientando alguns comerciantes e, por ele usar o nome de um ex-diretor da Guarda, ele entrou em contato para saber o nome do atual”, comenta Jonatan. Dessa forma, foi feita uma tentativa de aproximação com o estelionatário, a fim de conseguir deter o suspeito.

No mesmo dia, o estelionatário abordou outro servidor do órgão no centro de Canoas, a fim de saber o nome do diretor. Só que, dessa vez, o guarda que ele abordou era o próprio diretor, Eduardo Borges. Já na sede da corporação, o homem negou todas as suspeitas da Guarda, mesmo com as provas contra ele. Sendo assim, o estelionatário foi encaminhado até a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Canoas, onde foi registrado um boletim de ocorrência. Uma das vítimas foi até o local e reconheceu o homem como autor do golpe. O suspeito possui uma extensa ficha criminal, com diversos delitos da mesma natureza, praticando golpes em diferentes cidades do Estado.

Alerta

A Guarda Municipal de Canoas alerta que é totalmente ilegal a prestação de serviços de segurança privada por parte dos agentes municipais. “Nós somos um órgão de segurança pública. Nosso objetivo é proteger a sociedade coletivamente e sem cobrar o cidadão, que já paga os seus impostos para contar com o serviço”, explica o diretor Borges.

Caso você tenha sido vítima desse ou de outros golpes semelhantes, procure a Polícia Civil de Canoas para registrar a ocorrência.