Vinicius Thormann/ Divulgação

Foto: Vinicius Thormann/ Divulgação

Secom Canoas | O prefeito de Canoas, Luiz Carlos Busato, anunciou nesta quinta-feira (20) as principais mudanças já realizada pela intervenção do Município nos hospitais Universitário e de Pronto Socorro, também em duas Upas e quatro Caps. Em atividade há uma semana, a equipe responsável pela intervenção já está mudando a realidade dos hospitais e resolvendo vários problemas.

Já nos primeiros dias da intervenção, foi realizada a compra de remédios e materiais médicos para abastecer o estoque. Havia falta de fraldas e de medicamentos básicos, por exemplo. Hoje, a realidade é outra. Os pacientes são atendidos com toda a assistência necessária para a realização de tratamento. A prefeitura realizou o pagamento de fornecedores que não recebiam há 10 meses. Parte da dívida foi quitada e os serviços, normalizados. Como a alimentação que é fornecida para pacientes e funcionários, que chegou a faltar durante a gestão do Gamp, e hoje está regularizadas. Internos e trabalhadores estão recebendo comida de qualidade todos os dias.

Para o interventor, Francisco de Paula Figueiredo, uma das principais conquistas foi com relação à moralidade do trabalho executado. “Em poucos dias, conseguimos resgatar a confiança dos trabalhadores e fornecedores. Pagamos pendências, garantimos salários e estamos colocando os hospitais em ordem. O grande ganho é devolver a credibilidade às instituições”.

Reuniões com sindicatos e vereadores

Na tarde desta quinta, o prefeito Luiz Carlos Busato recebeu representantes de sindicatos dos profissionais da saúde, no Hospital Universitário (HU), além de vereadores. O prefeito, que tem acompanhado a intervenção de perto, relatou todos os entraves que estão sendo resolvidos em curto espaço de tempo e os desafios ainda a serem enfrentados.

O prefeito destacou que os trabalhadores são prioridade da intervenção da Prefeitura nas unidades de saúde antes administradas pelo Gamp. “Estamos fazendo todos os esforços para garantir os pagamentos aos trabalhadores e também dar condições para que eles consigam realizar os atendimentos. Acredito que o caminho para a significativa melhora na qualidade da saúde pública de Canoas passa pela valorização dos profissionais. Eles estando contentes e com a estrutura necessária à disposição, o atendimento será melhor e os pacientes ficarão satisfeitos”, disse.

A Prefeitura de Canoas está trabalhando fortemente agora para garantir o pagamento do 13º dos funcionários da saúde o mais breve possível.

Vinicius Thormann/ Divulgação
Vinicius Thormann/ Divulgação

Prefeito agradece aos vereadores

Um grupo de vereadores de Canoas também esteve no Hospital Universitário nesta quinta-feira. Eles ouviram do prefeito um balanço das principais ações realizadas nos primeiros dias da intervenção. Busato também aproveitou o encontro para agradecer aos representantes do Legislativo pela busca dos recursos do estado, que estão atrasados há cinco meses.

Eles estiveram há algumas semanas reunidos com o secretário estadual da Saúde, Francisco Paz, para cobrar a regularização dos repasses. Nesta semana, como prometido ao vereadores pelo secretário, o estado enviou ao município R$ 8,7 milhões. “A Câmara está sendo fundamental neste período de crise. O valor que foram buscar ajudou a desafogar as nossas contas. Muito obrigado”, disse o prefeito.

Estiveram presentes o vereador Bamberg, presidente da Comissão de Saúde da Câmara, além dos vereadores Patrício, Link, Cris Moraes, Gilson Oliveira, Mossini e Canhoto. Os vereadores devem ir novamente à Secretaria Estadual da Saúde nesta sexta-feira (21) para cobrar mais recursos.

13º dos funcionários do Graças garantido

O prefeito Busato se reuniu também com o diretor administrativo e financeiro do Hospital Nossa Senhora das Graças (HNSG), Francisco Valmor Ávila. Em pauta, o 13º salário dos trabalhadores do hospital. O prefeito foi avalista de um empréstimo, realizado nesta quinta-feira (20), que garantiu o dinheiro para o HNSG realizar o pagamento desse direito dos trabalhadores.

Vinicius Thormann/ Divulgação
Vinicius Thormann/ Divulgação