reprodução

Foto: reprodução

Da redação | A Brigada Militar prendeu, na tarde de terça-feira (25), em São Francisco de Paula, Gustavo Machado de Moura, 25 anos, considerado o terceiro envolvido no atropelamento de um policial militar em Taquara, na última sexta-feira (21).

Moura teve a prisão preventiva decretada por tentativa de homicídio qualificado. Ele tem antecedentes por ameaça, desacato, direção perigosa, furto e já foi enquadrado na Lei Maria da Penha.

Um casal, que estava de carona no carro que atropelou o PM, havia sido preso no fim de semana. Porém, na segunda-feira (24), a Justiça concedeu liberdade para Marlon Richard dos Santos Schneider, 28 anos, e Tainá Fabíola da Silva, 19.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Polícia de Taquara.

Enquanto isso, o 2º sargento João Batista dos Santos Rogério, 51, segue internado no Hospital de Pronto Socorro de Canoas (HPSC) em coma induzido, mas em estado estável de saúde.

O policial foi atropelado durante uma tentativa de abordagem na rua Tristão Monteiro, próximo à ERS-115, no bairro Nossa Senhora de Fátima.

Uma câmera de segurança flagrou a ocorrência. Pelas imagens, é possível ver o momento em que o sargento se direciona ao centro da rua com uma lanterna, sinalizando a parada para o veículo que trafegava na pista. Porém, o condutor acelerou, acertando a vítima, que tentou desviar, mas acabou caindo no chão.