Foto: JL Balestrin/GBC

Da redação | Um homem foi abordado na madrugada do último domingo (30) no bairro São José, em Canoas. Ele e mais um grupo de pessoas estavam reunidos em um posto de gasolina.

Durante um patrulhamento de rotina, uma equipe do Comando de Operações Especiais (COE) do 15° BPM foi até o local e abordou homem. Irritado, ele começou a ameaçar os policiais. Aos gritos, ele dizia que um homem de bem não deveria ser abordado e que além disso ele era assessor do vereador Marcio Freitas (PDT) e que iria atrás de punições para a guarnição.

Aos gritos, ele ainda falava que era amigo pessoal do prefeito de Canoas, Luiz Carlos Busato. Mas, as ameaças não foram somente para os policiais. O repórter JL Balestrin, da Agência GBC, também foi ameaçado. Contra o profissional, o homem tentou desferir golpes, porém foi contido pela guarnição e a nossa equipe de reportagem saiu do local.

O que dizem os citados

Tanto o prefeito quanto o vereador foram procurados durante o domingo. Busato negou conhecer o homem e elogiou a atuação dos policiais. “Mesmo sendo ameaçados, eles não recuaram a abordagem”, salientou.

Já o vereador Marcio Freitas, confirmou que o homem trabalhou em seu gabinete entre janeiro e agosto de 2017, mas foi exonerado. “A postura dos meus assessores e de respeitar qualquer cidadão principalmente nossas autoridades pois somos funcionário do povo, a ordem depende de nós gestores públicos, não toleramos esse tipo de conduta”, afirmou o parlamentar.

Procurado durante o dia, o homem envolvido não atendeu as ligações. Por não termos autorização do envolvido, não divulgaremos o nome dele.