Foto: Polícia Civil/Divulgação

Siga a Agência GBC no Instagram

Um uruguaio de 49 anos foi preso nesta sexta-feira (25), em Santa Cruz do Sul, no Vale do Rio Pardo. Ele era procurado pela Interpol já que é condenado por homicídio duplamente qualificado.

Segundo a Polícia Federal (PF), o preso matou o marido de sua amante no Uruguai. Ele cortou a cabeça da vítima e colocou fogo no corpo. O homem foi capturado pela Polícia Civil e será extraditado.

Inicialmente, a polícia descobriu que ele estava escondido em Eldorado do Sul. Porém, ele se mudou para Santa Cruz no ano passado.

Julgamento

O crime aconteceu em outubro de 2001. Em 2004, o acusado foi condenado a 22 anos de prisão em Rivera, cidade uruguaia que faz fronteira com Santana do Livramento, no Rio Grande do Sul. A Justiça do país vizinho considerou que o crime foi premeditado e agravado pela forma das agressões. No final de 2011, o condenado foi beneficiado com saídas temporárias e, em 2012, não voltou mais para a cadeia.

No Brasil, o Supremo Tribunal Federal (STF) acolheu o pedido da Interpol, expedindo a ordem de prisão que culminou com a detenção do uruguaio.