URGENTE, CANOAS! Justiça derruba anulação dos contratos do aeromóvel

Foto: Divulgação

Da redação | O Tribunal de Justiça derrubou a anulação dos contratos das obras do aeromóvel em Canoas. O modal havia sido contratado pela gestão de Jairo Jorge (PDT), mas o atual prefeito Luiz Carlos Busato (PTB) suspendeu o investimento com a nulidade dos contratos, em fevereiro deste ano. A decisão judicial é do desembargador Francisco José Moesch.

Quer mandar sugestões de pauta e flagrantes da sua cidade? Então, anote nosso WhatsApp: (51) 9 8917 7284

O financiamento de R$ 272 milhões seria utilizado para a construção da linha 1 do aeromóvel. A primeira etapa do projeto previa a ligação entre o bairro Guajuviras e a estação Mathias Velho da Trensurb, em uma extensão de 4,6 km. Após análise técnica e jurídica, a Metroplan havia alertado o município de que o aeromóvel não seria apropriado para o transporte de massa e não teria ainda viabilidade tarifária.

Recentemente, a prefeitura pediu os R$ 101 milhões que haviam sido gastos para a construção da linha do sistema em Canoas. Cerca de R$ 45 milhões foram usados para a compra de vagões, trilhos, ventiladores, e demais equipamentos do aeromóvel.

A prefeitura havia anunciado que aplicaria o valor do financiamento contraído pela gestão anterior municipal para a implantação do aeromóvel em um projeto de mobilidade.

Agência GBC

Em Agência GBC, você encontra notícias de Canoas, da região e do RS, prestação de serviço, áudios, vídeos e muito mais.