FOTO: Polícia Civil/Divulgação

Da redação | A Delegacia de Homicídios de Gravataí identificou e a Justiça decretou a prisão preventiva de um dos suspeitos de participação em um atentado ocorrido em meio a um baile funk, no fim de semana passado, no bairro Morada do Vale II. O crime deixou dois mortos e mais de 30 feridos, na madrugada de domingo.

A equipe de investigação, coordenada pelo delegado Felipe Borba, tomou o depoimento de vítimas que receberam atendimento em hospitais da região. O suspeito identificado é reconhecido por pelo menos três dos feridos como um dos atiradores. Considerado foragido, João Daniel Duarte de Souza, de 18 anos, já teve passagens por homicídio, latrocínio e tráfico de drogas.

O delegado explica que que o avanço das investigações conta com denúncias anônimas, que auxiliaram na investigação. A identificação de João Daniel reforça a hipótese de que o ataque foi motivado por disputas de território entre facções rivais, que competem pelo domínio do tráfico.

Conforme a Polícia Civil, pelo menos oito atiradores participaram do atentado contra os participantes da festa e o entorno. Em uma das imagens obtidas, criminosos aparecem fortemente armados, e atirando. Apesar de avaliar que se trata de uma guerra entre facções criminosas ligadas ao tráfico de drogas, o delegado Felipe Borba ainda não sabe se os atiradores tinham um alvo específico.

Quem souber de informações sobre a localização do suspeito pode ajudar, entrando em contato pelo telefone 3945-2741 ou pelo whatsapp 98608-8876.