FOTO: Polícia Civil/Divulgação

FOTO: Polícia Civil/Divulgação

Da redação | A Delegacia de Homicídios de Gravataí, na Região Metropolitana de Porto Alegre, identificou mais dois suspeitos de terem participado do atentado que resultou na morte de duas pessoas, e que deixou mais de 30 feridas. Com isso, chega a três o número de suspeitos identificados e procurados pela Justiça, que determinou a prisão preventiva.

A polícia divulgou a foto e a identificação de Lucas Ariel Teixeira, de 23 anos, e Bruno Belomo da Silva, de 26. Além deles, João Daniel Duarte de Souza também já havia sido identificado e já era procurado pela polícia.

Os três são suspeitos de terem participado do atentado a uma festa no bairro Morada do Vale II, em Gravataí, na Região Metropolitana de Porto Alegre. Duas pessoas foram mortas e mais de 30 ficaram feridas. A suspeita inicial é de que o caso tenha relação com tráfico de drogas.

Histórico criminal

Lucas já possui antecedentes por homicídio, latrocínio e tráfico de drogas, e está envolvido em um outro episódio dentro de uma boate no qual um estudante e um cadeirante foram mortos, além de um outro homicídio de um motoboy.

Bruno possui diversas passagens por homicídio, roubo, entre outros crimes, conforme a polícia. Ele está foragido do regime semiaberto desde setembro. Conforme as investigações conduzidas pela polícia, ele havia aderido a uma facção rival que havia prometido o ataque motivado pela disputa pelo controle dos pontos de tráfico de drogas na região.