FOTO: Google Maps/Reprodução

FOTO: Google Maps/Reprodução

Da redação | A Secretaria Municipal da Saúde de Viamão, na Região Metropolitana de Porto Alegre, confirmou a morte de uma criança por meningite. A vítima é um menino de sete anos, aluno da Escola 20 de Setembro, no bairro Cecília, que faleceu no domingo (19).

Conforme a pasta, todas as medidas preventivas e de bloqueio foram implementadas a partir dos protocolos vigentes e das orientações do Centro Estadual de Vigilância em Saúde. Uma investigação epidemiológica foi aberta para identificar as pessoas que tiveram contato direto com o garoto. Agentes de saúde estiveram na escola para avaliar eventual necessidade de vacinação. A SMS garante que “não há surto da doença” e que mais nenhum caso suspeito é monitorado.

Casos no RS

Neste ano, 70 casos de meningite foram detectados no Rio Grande do Sul. Com mais esse óbito, já são dez registrados em 2017. Os casos foram registrados em 19 municípios.

Um serviço disponibilizado pela vigilância em saúde estadual explica mais sobre a doença e prevenção. Segundo o órgão, a meningite é caracterizada por um processo inflamatório das meninges, membranas que revestem o encéfalo e a medula espinhal. É causada, principalmente, a partir da infecção por vírus ou bactérias. No entanto, outros agentes também podem causar meningite, como fungos e parasitas.

Prevenção e controle da doença

A principal medida de controle é a notificação e investigação oportuna da suspeita para a pronta administração da quimioprofilaxia aos contatos próximos do caso suspeito. Em situações específicas de surto de DM pode ser considerada a vacinação, desde que o sorogrupo que está causando o surto seja conhecido e se tenha a vacina disponível.

Outras medidas importantes são higienização das mãos, higienização do ambiente, ventilação do ambiente e cuidado com os alimentos.