FOTO: Tramontina/Divulgação

Da redação | Um dos fundadores da empresa metalúrgica Tramontina, Ivo Tramontina morreu neste sábado (23) aos 92 anos. Ele estava internado no Hospital São Roque, em Carlos Barbosa, Serra do Rio Grande do Sul, e teve o óbito confirmado por volta das 15h.

Ivo atuava como diretor-conselheiro das empresas do Grupo Tramontina. Viúvo de Laura Maria Giacomoni Tramontina, o empresário deixa cinco filhos: o atual presidente do conglomerado, Clovis Tramontina, além de Rejane, Carlos, Raquel e Renato. Ele também era avô de Elisa, Marcos, Ricardo, Bruna, Gustavo, Daniela e Luiza, e bisavô de Rafaela e Lucas.

O corpo será velado no Salão Paroquial ao lado da Igreja Matriz, em Carlos Barbosa, e sepultado às 15h de domingo (24), no Cemitério Municipal da cidade.

Nascido em Carlos Barbosa, berço e até hoje sede das empresas Tramontina, Ivo é filho de Valentin e Elisa Cecco Tramontina. Desde jovem, trabalhou em vários setores da empresa, e ajudou a mãe a assumir a presidência. Em 1949, com 23 anos, passou a administrar a indústria ao lado de Ruy Scomazzon, na época com 21 anos. Na ocasião, a fábrica tinha 16 empregados.

A partir de então, a Tramontina iniciou um processo de crescimento e de melhorias. Hoje, com 106 anos, o grupo empresarial constitui em um dos mais expressivos parques industriais brasileiros, com 10 unidades fabris descentralizadas, sendo oito no Rio Grande do Sul, uma em Belém e outra em Recife. Nos locais, são produzidos 18 mil itens destinados a segmentos diversos.