Da redação | A Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros realizam nesta quinta-feira (18) mais uma operação de busca na Região Metropolitana, em virtude do caso em que duas crianças foram sacrificadas em um ritual satânico, em Gravataí, no ano passado. A vistoria ocorre na casa do argentino, que fica no bairro Lomba Grande, em Novo Hamburgo, no mesma estrada onde foram localizados os corpos esquartejados de um menino, entre oito e 10 anos, e uma menina, de 10 a 12 anos. Ele é suspeito de traficar as vítimas, que eram irmãs e também seriam de nacionalidade argentina. O homem está foragido desde 27 de dezembro, quando foi desencadeada uma operação que resultou em três pessoas presas, entre elas, o “bruxo”. Na quarta-feira (17), o templo, localizado em Gravataí, às margens da ERS-020, que teria sido utilizado para o ritual macabro, foi alvo de escavações.