Foto: Polícia Civil/ Divulgação

Da redação | A juíza Angela Roberta Paps Dumerque, da 2ª Vara Criminal de Novo Hamburgo, concedeu na tarde desta sexta-feira prisão domiciliar à proprietária e farmacêutica da clínica de vacinas Vacix. Ela estava detida desde a quarta-feira, mas acabou sendo liberada para cumprir a pena em casa, em Dois Irmãos.

A clínica fica no bairro Hamburgo Velho, e é suspeita de aplicar vacinas vazias de meningite tetravalente ACWY, meningo B e febre amarela. Há suspeita também de que as agulhas tenham sido reutilizadas nos pacientes. O local foi interditado pela Vigilância Sanitária da cidade. A fraude resultou na prisão em flagrante da proprietária.