FOTO: William Reyes/Trensurb

Foto: William Reyes/ Trensurb

Da redação | O aumento de 94% no preço da passagem da Trensurb foi motivo de reunião nesta sexta-feira (23) entre Procon-RS, Sindimetrô-RS e PSol, na Capital. A intenção era debater maneiras de reduzir o valor da tarifa, que passou de R$ 1,70 para R$ 3,30.

Conforme o deputado Pedro Ruas, que moveu a ação popular contra o aumento, o reajuste para R$ 3,30 é um abuso e vai contra os interesses de usuários do transporte.

O Sindimetrô-RS, por meio de seu presidente Luis Henrique Chagas, destacou que o problema seria a falta de gestão da Trensurb. Chagas deu o exemplo das tarifas praticadas em Minas Gerais, R$ 1,80, e Pernambuco, R$ 1,60.

A diretora do Procon-RS, Maria Elizabeth Pereira, afirmou que as negociações estão sendo mantidas com a empresa de trens urbanos e Metroplan. Ela acredita que é possível uma redução da tarifa para R$ 2,50.