20/03/2015- São Paulo- SP, Brasil- A Secretaria da Saúde do governo do estado de São Paulo informou nesta sexta-feira (20) que um homem de 35 anos, morador de Pedreira, na Zona Sul de São Paulo, morreu por dengue na capital paulista. É a terceira morte pela doença registrada na cidade neste ano de 2015, segundo o governo estadual. A Prefeitura de São Paulo diz que ainda investiga o caso.

Os agentes de endemias da Vigilância Ambiental da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) localizaram dois novos focos do Aedes aegypti nesta terça-feira (06/03), em Caxias do Sul. Um dos casos foi no bairro Planalto e o outro no bairro Pioneiro. Com isso, sobe para cinco o número de focos do mosquito transmissor da dengue, febre chikungunya e zika vírus identificados no município este ano.

As larvas mais recentes foram encontradas na caixa d’água de uma residência no Planalto e em um pedaço de plástico em ponto estratégico (locais onde há maior probabilidade de acúmulo de água parada, como cemitérios, floriculturas, ferros-velhos) no Pioneiro. Pontos como esse são visitados quinzenalmente pela equipe da Vigilância Ambiental, além do monitoramento constante do inseto por meio de visitas a outros imóveis residenciais, comerciais e industriais da cidade.

Para eliminar criadouros do inseto, agentes de endemias e agentes comunitários de saúde devem inspecionar residências, terrenos baldios e estabelecimentos comerciais e industriais localizados em um raio de cerca de 150 metros a partir do foco identificado. No Planalto, a equipe está trabalhando durante esta semana na vistoria dos imóveis, já que três focos do mosquito tinham sido localizados anteriormente naquela região, entre 21 de fevereiro e 5 de março. No bairro Pioneiro, o trabalho deve iniciar já nos próximos dias.

*Com informações da Pref. Mun. de Caxias do Sul