Foto: Rodrigo Ziebell

Foto: Rodrigo Ziebell/ Divulgação

Da redação | Bloqueadores de sinal de telefonia celular devem começar a ser instalados no dia 02 de abril no Complexo Penitenciário de Canoas. A empresa Coringa Sistemas Inteligentes de Segurança foi a vencedora do processo licitatório.

Os bloqueadores serão alugados e vão custar, por mês, R$ 122 mil, em um contrato com duração de 12 meses, que pode ser prorrogado. A instalação dos equipamentos faz parte das contrapartidas do Estado presentes no acordo de cooperação mútua, que prevê a gestão compartilhada das casas prisionais pertencentes ao complexo prisional de Canoas.

“A previsão inicial era de levaríamos mais 30 dias para o início da instalação. Felizmente, conseguimos dar celeridade aos trâmites e promoveremos o ingresso da maioria dos novos detentos já com o bloqueio de sinal de telefonia móvel”, assegurou Schrimer.

Pelo contrato, a empresa será a responsável pelos recursos logísticos, tecnológicos e de infraestrutura necessários ao funcionamento completo do serviço. O aluguel dos bloqueadores prevê instalação, ativação, configuração, manutenção preventiva e corretiva, suporte técnico, operação remota via software, atualizações tecnológicas do sistema e treinamento de servidores da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe).

O processo de estudo da área para definir a quantidade de torres necessárias para garantir o isolamento do perímetro já está em andamento.