FOTO: Arquivo Pessoal/Divulgação

Da redação | O autor confesso do rapto, estupro e morte da menina Naiara Soares Gomes de sete anos Juliano Vieira Pimentel de Souza de 31 anos, foi transferido para o Instituto Psiquiátrico Forense, em Porto Alegre.

O homem que estava recolhido em um presídio da Região Metropolitana foi removido para a instituição no dia 30 de março, de acordo com a Susepe.  O instituto recebe criminosos com doenças mentais que cumprem medida de segurança.

A transferência é temporária. Souza está sendo submetido a uma série de exames psiquiátricos para avaliar que tipo de comportamento ele pode apresentar durante o período em que permanecerá isolado dos demais presos. Outra ideia é avaliar se ele haveria condições, no futuro, de ele ser colocado entre a massa carcerária. Atualmente e por prazo indefinido, Souza seguirá sempre mantido numa cela onde os outros apenados não têm acesso por razões de segurança.

Até a última quinta-feira, o homem mantinha uma rotina normal dentro da cadeia. Após a avaliação no IPF, Souza será transferido novamente para o presídio, o que pode ocorrer ainda nesta semana.

Souza foi preso no dia 21 de março. Ele confessou ter raptado a menina Naiara do dia 9 de março e ter violentado e matado a menina no mesmo dia, na casa alugada em que ele morava no bairro Serrano, em Caxias do Sul.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Caio Márcio Fernandes, o inquérito deve ser concluído até esta sexta-feira.