FOTO: Arquivo Pessoal/Reprodução

Da redação | Por volta de 14h desta terça-feira (10), foi constatada morte cerebral de Tiago Rodrigues de Macedo, 29 anos, que estava internado no Hospital Centenário, em São Leopoldo desde o último domingo (8). Ele foi agredido a socos e chutes no saguão da Estação São Leopoldo do Trensurb. O agressor, Matheus Cavalheiro Paiva, 23, tentou fugir, mas foi preso pela Brigada Militar e encaminhado à delegacia.

Em depoimento para a polícia, Paiva disse que retornava de uma festa quando na estação teria encontrado com dois desconhecidos que teriam conversado com ele. Um deles, a vítima, que, segundo o acusado, aparentava estar embriagado teria o provocado, entrando em luta corporal.

Para a policial, ele afirmou que não tinha a intenção de matar Macedo durante a agressão. O acusado foi autuado e encaminhado ao sistema prisional.

Populares que estavam no local disseram que a vítima não teria reagido e que, aparentemente, não queria discussão, mas que teria sido agredida pelo acusado com um soco na nuca e em seguida, já caída ao chão, teria recebido chutes na cabeça. Elas ainda teriam tentado afastar o agressor, uma vez que a vítima já não apresentava reação, mas ele teria se desvencilhado chutando mais uma vez o jovem, que já começava a ficar com o rosto roxo.

O caso é investigado pela Delegacia de Polícia de Homicídios. De acordo com o titular da DPH, o delegado Vinícios do Valle, testemunhas já foram ouvidas e imagens das câmeras do sistema de segurança da Trensurb já estão sendo analisadas pelo setor de investigação.