FOTO: Arquivo Pessoal/Reprodução

Da redação | A Polícia Civil de Alvorada, na Região Metropolitana de Porto Alegre, está investigando se o cadáver encontrado no final da noite de domingo (15) é do motorista de aplicativo que está desaparecido em Viamão. O corpo foi encontrado na Estrada Arnô da Silva Feijó, nas margens da ERS-118.

De acordo com o delegado Edimar Machado de Souza, titular da Delegacia de Homicídios de Alvorada, o corpo foi encontrado por moradores. A vítima estava com diversos ferimentos de tiros.

Familiares do motorista Douglas Rafael Aguiar, 32 anos, receberam a notícia do encontro do cadáver em Alvorada e procuraram a Delegacia de Homicídios de Viamão para saber ter mais informações. Aguiar está desaparecido desde sexta-feira (13). Investigadores do departamento de homicídios de Viamão não descartam a hipótese que o corpo possa ser do motorista e, por isso, a família de Aguiar foi encaminhada para fazer reconhecimento do corpo na tarde desta segunda-feira (16).

Segundo o delegado Edimar de Souza, o cadáver encontrado aparenta ser de uma pessoa mais nova. Exames de identificação da necropsia serão finalizados nesta terça-feira (17). “O Departamento Médico Legal deve mandar no máximo até amanhã a identificação por digitais do cadáver. Caso não tenha sido reconhecido pela família, poderemos saber quem é a vítima para iniciarmos as investigações”, conta.

Nesta segunda-feira (16), a assessoria da Uber informou que Douglas é cadastrado na plataforma, mas que no momento em que teria desaparecido não estava trabalhando para o aplicativo. “A Uber informa que a última viagem realizada pelo motorista parceiro Douglas Rafael Aguiar utilizando o aplicativo foi concluída normalmente. Portanto, pelas informações disponíveis até o momento, seu desaparecimento não tem qualquer relação com o uso do aplicativo da Uber.”