FOTO: Jaime Zanatta/GBC

FOTO: Jaime Zanatta/GBC

Da redação | Os funcionários da empresa Sogal estão há mais de quatro meses recebendo os salários atrasados. Vale-alimentação e férias também não estão em dia. Por isso, os rodoviários podem paralisar as atividades no próximo mês.

O vice-presidente do sindicado dos rodoviários de Canoas, Eloir Soldi, informou que estão acontecendo reunião entre a empresa e a categoria. O objetivo dos encontros é encontrar uma solução para acabar com os atrasos. “Eles se comprometeram a regularizar a situação já no mês de maio e alegaram que estão com dificuldades financeiras. No entanto, o descontentamento do trabalhador é geral e, caso não cumpram com o prometido, o risco das atividades serem paralisadas é muito grande”, afirma.

Nos terminais de ônibus, diversos funcionários que não querem ser identificados, relatam os problemas com os pagamentos. Um deles, disse que saiu de férias, voltou a trabalhar e ainda não recebeu. “Tenho que pagar a comida lá de casa e a escola dos meus filhos. Tá difícil”, relata.

A empresa tem cerca de 800 funcionários e opera todas as linhas municipais de Canoas. Procurada, a Sogal não quis comentar o assunto.