Caminhoneiros fazem protesto contra a alta no preço dos combustíveis na BR-040, próximo a Brasília.

FOTO: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Da redação | Mesmo após firmar acordo com o governo na noite da última quinta-feira (24), os protestos dos caminhoneiros continuam nesta sexta-feira (25) pelas rodovias que cortam o País.

Além da falta de combustível nos postos, a paralisação já afeta o abastecimento de mercadorias em supermercados; os aeroportos registram falta querosene, o que prejudica as decolagens; o fornecimento de energia elétrica em Rondônia; entre outros reflexos.

No Rio Grande do Sul, por exemplo, prateleiras de diversos supermercados tem falta de produtos como pão, leite e água. Em centros de distribuição de hortifruti, os alimentos tiveram que ser jogados fora uma vez que não haviam sido abastecidos por quatro dias.