Foto: JL Balestrin/ GBC

Da redação | A partir da meia-noite da próxima quarta-feira, os petroleiros farão greve por 72 horas, como forma de pedir a redução do preço do gás de cozinha e dos combustíveis.

Segundo a Federação Única dos Petroleiros, neste domingo, já se iniciam os atos. Os trabalhadores irão promover novos atrasos e cortes de rendiçao em refinarias e fábricas de fertilizantes em processo de venda.

A medida atinge, por exemplo, a Refinaria Alberto Pasqualini, em Canoas.

Os funcionários pedem, também, a saída do presidente da Petrobras, Pedro Parente e denunciam interesses que estão por trás da política de preços adotada pela estatal.