FOTO: Jaime Zanatta/GBC

Da redação | A Prefeitura de Cachoeirinha divulgou nesta quarta-feira (25) os índices de criminalidade do primeiro semestre de 2018. O levantamento foi realizado entre 1° de janeiro e 30 de junho.

Todos os quesitos apresentados tiveram redução. Na comparação com 2017, por exemplo, o roubo de veículo caiu 37%. No ano passado, foram 236 casos contra 148 de 2018.

Os furtos tiveram queda de 17%. No primeiro semestre deste ano foram 629 casos, enquanto em 2017, 761 foram registrados. 117 veículos foram furtados pelos criminosos em 2018, uma queda de 10% na comparação com os 130 registros do ano passado.

As maiores reduções são nos roubos de veículo e homicídio doloso. O primeiro teve uma redução de 37% com 148 casos, já que no ano passado foram 236. Já o segundo, registrou uma queda de 37% com 12 registros em 2018, contra 29 de 2017.

O maior destaque fica para os índices de latrocínio. Não teve nenhum nos primeiros seis meses de 2018. No mesmo período do ano passado, um caso foi registrado.

FullSizeRender (3)

FullSizeRender (4)

Investimentos

Para o prefeito Miki Breier, a queda dos índices pode estar aliada aos R$ 429 mil empregados pela gestão no armamento da Guarda Municipal, aquisição de munições, fardamento e aquisição de rádios portáteis. Grande parte das novidades também foram destinadas aos Agentes de Trânsito.

Porém, Miki ressalta a parceria dos órgãos municipais com a Brigada Militar e Policia Civil no combate aos criminosos. “A segurança tem que dialogar com a prevenção para que o resultado seja positivo”.

IMG_5223
Representantes da Prefeitura, Polícia Civil e Brigada Militar apresentaram os índices. – FOTO: Jaime Zanatta/GBC

Reforços

O Sub-Comandante do 26° Batalhão de Policia Militar (BPM) de Cachoeirinha, Major Ramos, salientou as diversas operações que a Brigada Militar (BM) vem realizando na cidade para evitar a ação dos criminosos.

Para ele, esse crescimento no número de operações e patrulhamentos acontece por causa da parceria entre poder público municipal e os órgãos de segurança. “Precisamos mostrar para a sociedade que só a polícia não derruba os índices e que para o nosso trabalho ser realizado é necessária a organização da cidade”.

Outros índices

A Polícia Civil também apresentou os dados das duas delegacias da cidade. Juntas, elas prenderam no primeiro semestre deste ano 445 pessoas. Mais de 10 mil ocorrências foram registradas.