Da redação | A Secretaria da Saúde de Caxias do Sul divulgou novo relatório, nesta semana, que aponta que 67 pessoas já foram hospitalizadas em UTIs da cidade com doenças respiratórias graves. Desse total, 33 foram por Influenza H1N1, a chamada gripe A.

Das internações por Influenza, oito resultaram em óbito até a terça-feira (31). Do total, sete ocorreram por Influenza H1N1. Dessas, duas pessoas estavam imunizadas e sete inclusas no grupo prioritário. O óbito confirmado mais recente foi de um homem de 62 anos, na noite de 24 de julho.

Segundo monitoramento da Secretaria, 47 casos aguardam confirmação de exames e 63 casos suspeitos para vírus respiratórios tiveram resultado negativo.

Para a pasta, a época que mais preocupa, com maior incidência de vírus, deve se encerrar em agosto. São ações de prevenção lavar as mãos com frequência, evitar compartilhar objetos de uso pessoal e frequentar ambientes com grande aglomeração de pessoas e deixar os espaços ventilados.

Óbitos
1: mulher, 48 anos, não vacinada, com obesidade (Influenza H1N1 – gripe A)

2: mulher, 56 anos, não vacinada, imunodeficiente (Influenza H1N1 – gripe A)

3: mulher, 77 anos, vacinada, pneumopata (Influenza H1N1 – gripe A)

4: homem, 33 anos, não vacinado, sem fatores de risco (Influenza H1N1 – gripe A)

5: mulher, 69 anos, não vacinada, diabética e com insuficiência renal crônica (Influenza H1N1 – gripe A)

6: homem, 66 anos, vacinado, pneumopata e hipertenso, em uso de oxigênio domiciliar (Influenza A – H3 Sazonal)

7: homem, 49 anos, não vacinado, com obesidade (Influenza H1N1 – gripe A)

8: homem, 62 anos, não vacinado, com obesidade, diabetes e doença cardiovascular (Influenza H1N1 – gripe A)