Vinicius-Thormann

Foto: Divulgação/ Vinicius-Thormann

Da redação | Canoas recebeu na tarde desta quinta-feira (13) mais 87 venezuelanos, que integram o processo de interiorização do Governo Federal. Com essa turma, a cidade acolhe hoje 288 refugiados. Na quarta, 201 refugiados foram recebidos.

Os venezuelanos vieram de Roraima no avião da Força Aérea Brasileira (FAB), que pousou do Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, pouco antes das 15h. Ao todo, 176 imigrantes voaram de Boa Vista (RR) até a capital gaúcha, sendo que 89 foram para Esteio.

Vinicius-Thormann
Foto: Vinicius Thormann/ Divulgação

O restante chegou em dois ônibus locados pela ONU ao alojamento localizado na Av. Farroupilha, no bairro São José.

Para Canoas, o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) destinou R$ 1,2 milhão, em um convênio com validade para seis meses, podendo ser prorrogado caso haja necessidade.

Os cadastrados no projeto foram vacinados, receberam exame de saúde e foram regularizados no Brasil. Os municípios de Esteio e Canoas cuidam da parte assistencial, como emprego, saúde e educação. A alimentação fica a cargo dos militares e as pousadas alugadas pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Foto: Divulgação/ Vinicius Thormann
Foto: Divulgação/ Vinicius Thormann
Nesta sexta-feira (14), o ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, e o prefeito de Canoas, Luiz Carlos Busato, visitarão os dois abrigos que receberam venezuelanos nesta semana. A visita contará com a presença dos prefeitos de Chapada, Carlos Catto, e de Cachoeirinha, Miki Breier, municípios que também se interessaram em participar do processo de interiorização.