Foto: Divulgação/ PRF

Da redação | Na tarde desta sexta-feira (05), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) abordou um Fiat Toro na BR-116 em Canoas. Na fiscalização os agentes identificaram sinais de clonagem. Verificou-se que o veículo havia sido roubado no mês de agosto. O condutor admitiu que o carro seria negociado na internet por mais de R$ 70.000.

No Município de Caxias do Sul foi localizado o veículo original e a proprietária relatou que retirou a caminhonete há pouco mais de seis meses da concessionária. Os criminos estavam utilizando o nome verdadeiro da proprietária para fazer negócio.

Na revista pessoal foi localizada uma chave da marca Peugeot e, no interior do veículo, um comprovante de pagamento de estacionamento próximo ao aeroporto. Ao realizar buscas ao local, uma equipe localizou o automóvel com sinais de adulteração, sendo que havia sido roubado 20 dias antes.

O homem já havia sido detido anteriormente por estelionato, extorsão, uso de documento falso, roubo, receptação, apropriação indébita, vias de fato e ameaça, foi preso em flagrante e encaminhado, assim como os veículos apreendidos, para registro na Polícia Judiciária.