redes sociais

FOTO: Arquivo Pessoal/Reprodução

Da redação | A justiça decretou a prisão do suspeito de matar a facadas a ex-companheira em Gravataí, na Região Metropolitana. O crime aconteceu na última sexta-feira (12) e desde então o homem está foragido.

Raquel Aresi de Souza de 32 anos foi atacada em casa. De acordo com a delegada Priscila Salgado, titular da Delegacia da Mulher de Gravataí, o atual companheiro da vítima estava no local e também foi atingido. “Ele está internado e o estado de saúde dele é regular. Se continuar assim, ele deve prestar depoimento ainda hoje”, comentou a delegada.

Investigação

Além do depoimento do atual companheiro de Raquel, a polícia já ouviu outras testemunhas. Elas contaram que o suspeito deixou o local ameaçando os familiares da vítima. “Ele falou que iria retornar para acabar o que começou”, disse a delegada.

A motivação do crime ainda é desconhecida. Raquel, por exemplo, nunca registrou ocorrência contra o acusado, mas os familiares relataram que ele era agressivo. “O motivo pode ter sido ciúmes ou a não aceitação do final do relacionamento”, salientou a delegada.

Raquel estava separada do ex-marido há seis meses, com quem tinha dois filhos. Segundo a polícia, o homem tinha antecedentes por porte de drogas, lesão corporal e ameaças.