Foto: Dani Barcellos/Palácio Piratini

Foto: Dani Barcellos/ Palácio Piratini

Da redação | Sapucaia do Sul passará a contar com uma unidade prisional. A obra será viabilizada através do Programa de Aproveitamento e Gestão dos Imóveis do Estado do Rio Grande do Sul. A terceira permuta entre o poder público e a iniciativa privada que pretende gerar novas vagas prisionais foi oficializada nesta quarta-feira (17), em ato realizado no Palácio Piratini.

A expectativa do governo estadual é de que a obra seja realizada no prazo de nove meses, a contar da data de início dos trabalhos. Após esse período, estima-se que serão necessários mais 60 dias para a inauguração do presídio.

O novo presídio terá 8,8 mil metros quadrados de área construída e abrigará 600 detentos, em regime fechado. Das 600 vagas, oito serão destinadas a portadores de necessidades especiais.

Pela permuta, a empresa Verdi Sistemas Construtivos receberá a área onde hoje se encontra o Ginásio da Brigada Militar, em Porto Alegre, avaliada em R$ 40,5 milhões. A estrutura, atualmente, se encontra em processo de demolição. Também será repassado um conjunto de imóveis ociosos pertencentes ao Instituto de Previdência do Estado (IPE), cujo valor é de R$ 3,7 milhões.

Em troca, a empresa se comprometerá a construir a nova unidade.

A área escolhida pelo governo do Estado é de propriedade da Secretaria do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e está localizada ao lado do Zoológico de Sapucaia do Sul.

*Com informações da SSP-RS