FOTO: Agentes de Trânsito/Divulgação

Da redação | A Polícia Civil já está investigando a morte de Andréia Paim Martins de 32 anos. Ela veio a óbito depois de se atirar do caminhão conduzido pelo marido na Rua José Stuart, no Distrito Industrial de Cachoeirinha, na Região Metropolitana, durante a última segunda-feira (22).

De acordo com o delegado Leonel Baldasso, titular da 1ª Delegacia de Polícia de Cachoeirinha, o caminhão antigo e em péssimo estado de conservação, perdeu o óleo do freio. “O marido narrou a falha para a vítima, ela se assustou e pulou do veículo com a filha no colo”, afirmou. A criança ficou ferida e foi levada para o Hospital Padre Jeremias.

CACHOEIRINHA | Bebê que caiu junto com mãe de caminhão passa bem

O veículo parou a 150 metros do corpo da vítima e não bateu em nada. Andréia morreu depois de bater com a cabeça no meio-fio e quebrar o pescoço.

Segundo Baldasso, o casal estava junto há 13 anos e não havia registro de agressões. “Se descarta a hipótese de crime intencional. Estamos investigando por homicídio culposo pela negligência com o veículo que provocou a morte dela”, ressaltou.