Polícia Civil

FOTO: Polícia Civil/Divulgação

Da redação | A mulher de 21 anos presa em flagrante na madrugada deste sábado (27) durante uma ação do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc) no bairro Mathias Velho, em Canoas, é suspeita de centralizar a distribuição de maconha para outras traficantes. Com ela, de acordo com a Polícia Civil, eles adquiriam o produto e revendiam em bocas da Região Metropolitana.

A mulher foi presa em um local conhecido como depósito de drogas. Lá os policiais encontraram sete tijolos de maconha embalados e com adesivo da bandeira do Paraguai. A droga estava escondida em uma mala, localizada no interior da casa.

Os agentes também encontraram um depósito bancário de R$ 50 mil, feito pela mulher a um terceiro. Segundo o delegado Mario Souza, a suspeita é de que o dinheiro seja ilegal e, por isso, será aberta uma investigação sobre lavagem. A partir destas informações as investigações serão aprofundadas, inclusive no que tange ao combate à lavagem de dinheiro, para percorrer o caminho financeiro, descobrir outros envolvidos e retirar os valores do provável grupo criminoso”, ressaltou. Os policiais devem rastrear a movimentação financeira da mulher e podem pedir sequestro dos valores.