Foto: Dani Barcelos/ Palácio Piratini

Foto: Dani Barcellos/Palácio Piratini

Da redação* | Desde o dia 1º de janeiro de 2019, o Rio Grande do Sul conta com uma nova chefia frente ao Executivo. Eduardo Leite e Ranolfo Vieira Júnior assumiram o Palácio Piratini, na última terça-feira, em uma solenidade que lotou o Salão Negrinho do Pastoreio, em Porto Alegre. O evento, realizado após a posse outorgada na Assembleia Legislativa, marcou a transmissão de cargo do governador José Ivo Sartori para Leite – o governador mais jovem da história recente do Estado.

Pouco depois das 17h10, o início do protocolo oficial da solenidade deu-se pela leitura da ata de assunção do cargo e as respectivas assinaturas. Em seu primeiro pronunciamento como novo governador dos gaúchos e gaúchas, Eduardo Leite agradeceu os votos de confiança da população e pediu unidade para enfrentar os problemas financeiros do Estado.

“Vamos suar a camisa e fazer o melhor que pudermos enquanto equipe e time, não temendo a realidade. E podendo honrar essa enorme expectativa que a sociedade coloca em nossos ombros para que, ao final desses quatro anos, possamos sair daqui com orgulho. Não estou aqui para receber elogios e aplausos, mas para construir a saída para o nosso Rio Grande. Vou buscar honrar o que dizia a nossa campanha: agora, um de nós é governador”, afirmou Leite.

Despedida

Em meio a autoridades estaduais, municipais e representantes de países, Sartori fez seu discurso de despedida do cargo solicitando que o novo governante dê continuidade aos projetos prioritários para as áreas essenciais. “Como cidadão, desejo que também resista às pressões e aos grupos de interesse, e que foque no bem comum. Serei um colaborador prestativo sempre que houver necessidade de defender o Rio Grande. Precisamos acreditar mais em nosso estado. O povo gaúcho é forte e trabalhador, temos um enorme potencial de inovação. O poder público precisa olhar mais para o Rio Grande que dá certo”, disse José Ivo Sartori.

Sartori governou o Rio Grande do Sul pelos últimos quatro anos (Foto: Dani Barcelos/Palácio Piratini)

Novo governador

Eleito por mais de três milhões de votos, Eduardo Leite assume a nova liderança frente aos municípios gaúchos após trajetória consolidada em cargos na Câmara de Vereadores, secretaria municipal, chefia de gabinete e prefeitura de Pelotas. Com 33 anos, Leite é também o mais jovem entre os governadores eleitos no país em outubro de 2018. Bacharel em Direito pela Universidade Federal de Pelotas, estudou Gestão Pública na Columbia University, nos Estados Unidos, e é mestrando em Gestão e Políticas Públicas na Fundação Getúlio Vargas, em São Paulo.

Leite é também o mais jovem entre os governadores eleitos no país em outubro de 2018 (Foto: Dani Barcelos/Palácio Piratini)

Novo secretariado

Após a solenidade de transmissão dos cargos de governador e vice-governador, foram empossados os novos secretários de Estado. Entre as novidades anunciadas está a pasta da Administração Penitenciária, sob comando do vice-governador Ranolfo Vieira Júnior, que acumula também a Secretaria da Segurança, e a Secretaria de Articulação e Apoio aos Municípios. Ao total, serão 22 secretários, incluindo as chefias da Procuradoria-Geral do Estado e da Casa Militar.

Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural – Luís Antônio Franciscatto (Covatti Filho)

Casa Civil – Otomar Vivian

Casa Militar – Coronel Júlio César Rocha Lopes

Comunicação – Tânia Moreira

Cultura – Beatriz Helena Miranda Araújo

Desenvolvimento Econômico e Turismo – Dirceu Franciscon

Educação – Faisal Karam

Esporte e Lazer – João Derly

Fazenda – Marco Aurélio Santos Cardoso

Governança e Gestão Estratégica – Cláudio Leite Gastal

Inovação, Ciência e Tecnologia – Luís da Cunha Lamb

Justiça, Cidadania e Direitos Humanos – Catarina Paladini

Meio Ambiente e Infraestrutura – Artur Lemos Júnior

Obras e Habitação – José Stédile

Planejamento – Leany Lemos

Procuradoria-Geral do Estado – Eduardo Cunha da Costa

Relações Federativas e Internacionais – Ana Amélia Lemos

Saúde – Arita Bergmann

Segurança e Administração Penitenciária – Ranolfo Vieira Júnior

Trabalho e Assistência Social – Regina Becker Fortunati

Transportes – Juvir Costella

Articulação e Apoio a Municípios – Rodrigo Lorenzoni.

Foram anunciados também nomes para as chefias da Polícia Civil (Nadine Anflor), da Brigada Militar (coronel Mario Ikeda), do Corpo de Bombeiros Militar (coronel Cesar Eduardo Bonfanti) e do Instituto-Geral de Perícias (Heloísa Helena Kuser).

*Com informações da ASCOM RS