Jaime Zanatta/ GBC

Foto: Jaime Zanatta/ GBC

Da redação | Os hospitais Universitário e de Pronto Socorro, em Canoas, passam a receber consultorias de técnicos dos hospitais Moinhos de Vento e Sírio-Libanês. A pedido do prefeito Luiz Carlos Busato, em dezembro, o Governo Federal autorizou o município a aderir ao Programa de Desenvolvimento Institucional do SUS (Proadi-SUS). Inicialmente, pelo menos sete profissionais especializados em gestão da saúde passam a atuar em Canoas a partir desta terça-feira (8).

Na prática, os especialistas irão realizar diagnósticos e encaminhar sugestões de melhorias na forma de gestão dos hospitais da cidade. Sobretudo, a palavra final para qualquer decisão continuará sendo da prefeitura, que desde a saída do Gamp não tinha auxílio de profissionais da área hospitalar.

Os trabalhos devem durar 120 dias, podendo o prazo ser prorrogado conforme a necessidade. A coordenação da consultoria será feita pelo médico gaúcho Paulo Malabarba.

Alem do HU e do HPSC, a equipe atuará também na gestão das UPAs Caçapava e Rio Branco e de quatro Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), que também eram geridos pelo Gamp.

Os técnicos irão, por exemplo, revisar o edital de licitação que a prefeitura já havia elaborado, com o objetivo de selecionar duas instituições de saúde para a gestão dos contratos firmados na gestão anterior com o Gamp.