reprodução

Foto: reprodução/ Assessoria de Imprensa do vereador Rafael Bueno

Da redação | Imagens que mostram um idoso sendo molhado por seguranças têm causado revolta na população de Caxias do Sul, na Serra. O fato foi registrado no banheiro da Praça Dante Alighieri, na área central da cidade.

Os maus-tratos foram cometidos ainda em dezembro do ano passado por seguranças de uma empresa terceirizada que, segundo a prefeitura, foi contratada para fazer a vigilância da praça, onde ocorria uma programação natalina, pois a Guarda Municipal não tinha efetivo suficiente para o horário das 19h às 08h.

Dois vídeos circularam nas redes sociais ao ponto de serem compartilhados milhares de vezes. O caso veio ao conhecimento do público através do vereador Rafael Bueno (PDT), que lançou no Facebook as gravações.

No primeiro vídeo, é possível perceber que o idoso, mais tarde identificado como Irineu Seibert, 56 anos, aparece saindo do corredor que leva ao banheiro da praça e sendo molhado com uma mangueira pelos seguranças.

O segundo vídeo mostra o idoso ainda dentro do banheiro, sendo molhado tanto por cima quanto por baixo da porta. Um dos seguranças chuta a porta do banheiro e diz “vamos carniça, sai daí demônio”. A vítima não reage e sai lentamente do local com auxilio de uma bengala.

Em nota, a prefeitura disse que Seibert é atendido pela Fundação de Assistência Social (FAS) há 15 anos. Atualmente, ele encontra-se internado para tratamento do alcoolismo. A administração reforçou ser contra qualquer tipo de ato que venha a ferir a dignidade humana e espera que o caso seja completamente esclarecido pelas autoridades competentes.

O vereador Rafael Bueno acionou o Ministério Público solicitando apuração do caso. O parlamentar ainda relatou que o segundo vídeo, divulgado dias após o primeiro, revela que o idoso não pediu para ser molhado pelos seguranças – explicação dada por um dos vigilantes para a imprensa local.

Seibert foi questionado pelo assessor de imprensa parlamentar Daniel Corrêa na clínica onde se recupera. Ele confirmou que não pediu para ser molhado e não conversou com os seguranças antes do caso. “Começou a me dar dor de barriga meio forte e me obriguei a ir no banheiro. Vi que vinha água por cima do banheiro e começou a me molhar todo. Me obriguei a sair. Quando eu vi, eram dois sujeitos que começaram a me molhar.”

Ele finalizou desejando “que a justiça seja feita” em torno do caso.

As imagens divulgadas estão sendo analisadas pela Polícia Civil, que deve ouvir o idoso nesta sexta-feira (25). Os seguranças também serão procurados.